Versão fantasiosa do Palhaço do Planalto tenta acusar militares de alterar Wikipédia da Miriam Leitão

Anormalidades

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão – serrao@alertatotal.net

A Vivo garante a segurança total da rede de internet sem fio, criptografada, usada pela Presidência da República. Por isso, especialistas em informática consideram inconsistente a desculpa esfarrapada oficial do governo Dilma Rousseff – cuja assessoria de campanha reeleitoral cometeu ontem a covardia de não comentar a gravíssima denúncia de que algum funcionário no Palácio do Planalto alterou, com mentiras, na Wikipédia, os perfis dos jornalistas Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, das Organizações Globo, em maio do ano passado.

Pior que a barbaridade cometida – mais petralhice que tende a dar em nada, mesmo se for investigada com rigor – é a versão fantasiosa que circulou ontem nos bastidores da sede presidencial. Alguns membros do governo chegaram a sugerir uma impossível invasão, por hackers militares, do Internet Protocol do Palácio do Planalto. Na inventiva teoria conspiratória palaciana, teria sido praticada uma vingança fardada contra Miriam Leitão – que vem detonando o regime de 1964, através da exumação histórico-editorial do caso Rubens Paiva. O problema é como aplicar a mesma “tese” maluca para justificar a sacanagem contra o Sardenberg… Os milicos ficarão PTs da vida ou vão morrer de rir com mais esta tortura mental…

O Globo denunciou que o IP 200.181.15.10, da Presidência da República, foi usado na enciclopédia colaborativa virtual para fazer alterações em maio do ano passado. O governo confirmou que “o número do protocolo de internet (IP) citado pela reportagem é o endereço geral do servidor da rede sem fio do Palácio do Planalto”. O triste foi a interpretação oficial para o incidente: “Isso significa que qualquer pessoa que utilizou essa rede via internet móvel terá como endereço de saída este número geral de IP. Por isso, não é possível apontar com segurança a identidade de quem alterou os textos citados pela reportagem a partir deste número de IP em maio de 2013”.

O Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que tem arquivado sucessivas denúncias contra o governo Dilma, alegando falta de provas, já avisou que tal caso merece investigação rigorosa. Por isso, o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), correu ontem e protocolou uma representação pedindo que se investigue o uso da rede de internet do Palácio do Planalto na alteração criminosa dos perfis dos jornalistas Míriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg na Wikipédia.

O parlamentar também apresentou requerimento na Câmara pedindo a convocação do ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Thomas Timothy Traumann, sobre o escândalo – que deveria ser o “Watergate” da Dilma. O líder do DEM, Mendonça Filho, pedirá a convocação de dois ministros: o general José Elito Siqueira, do Gabinete de Segurança Institucional, e Aloísio Mercadante, da Casa Civil, para que expliquem o inexplicável.

Uma brincadeira criminosa dessas só pode ter sido obra do ente ficcional chamado “Palhaço do Planalto”…

Anúncios

Acidente chama atenção que construção do Itaquerão pode chegar a R$ 1,8 bi, com alto risco de render CPI

Imagem

Por Jorge Serrão  serrao@alertatotal.net

R$ 1 bilhão e 800 milhões e subindo… Este é o valor comentado ontem por lobistas do setor de construção civil sobre os gastos previstos para a obra de construção do Estádio do Corinthians, na Zona Leste de São Paulo, que o clube pretende batizar, depois da Copa do Mundo, com o nome de seu ilustre torcedor Luiz Inácio Lula da Silva – o padrinho político da caríssima obra tocada em ritmo frenético pelo consórcio comandado pela Odebrecht – a maior transnacional do Brasil.

O caso Itaquerão pode render uma Comissão Parlamentar de Inquérito, se a oposição se mexer, para investigar indícios de superfaturamento e a falta de transparência em seu financiamento, com dinheiro público. O estádio corinthiano, em um local de complicadíssimo acesso na superpopulosa Zona Leste de São Paulo, deverá custar mais caro que o Maracanã – cuja obra foi estimada em R$ 1,23 bilhão. O custo da “Arena Corinthians” (que pode ser batizada de Arena Lula) pode ficar ainda mais alto depois do acidente.

Ontem, no mercado de empreiteiras que atuam cartelizadas mas se odeiam, vazou a informação sobre o absurdo preço pago pelo aluguel da máquina acidentada. O guindaste modelo munck LR 11350, fabricado na Alemanha pela Liebherr, era alugado pela empresa BHM pela tarifa diária de R$ 35 mil. O equipamento seria um dos mais caros na complexa execução da obra, que tem indícios de superfaturamento, e cujo processo de financiamento peca pela enorme falta de transparência, envolvendo o BNDES e outro banco estatal – a Caixa – que também patrocina o Corinthians.

O absurdo gasto com o Itaquerão vem à tona no submundo da empreiteiragem depois do acidente com um guindaste que içava o último módulo da estrutura da cobertura metálica do estádio tombou provocando a queda da peça sobre parte da área de circulação do prédio leste – atingindo parcialmente a fachada. A construtora garante que o acidente não afetou a estrutura do estádio – que fica com a obra interditada, pelo menos, até segunda-feira, aumentando o risco de atraso na entrega para a abertura da Copa do Mundo da Fifa. A Perícia vai investigar se houve falha humana, defeito no guindaste, instabilidade do terreno ou tudo isso combinado.

Um vídeo do arquiteto e urbanista Márcio Antônio Campos (enviado ao site G1 e disponível no YouTube) mostrou o momento da queda da peça da cobertura do estádio e do tombamento do guindaste na Arena Corinthians, que aconteceu às 12h 40min de quarta-feira passada. Pós-graduado em perícia e avaliações e especialista de patologia da construção civil, Campos resolveu pegar a câmera e filmar porque percebeu que uma viga de sustentação da obra estava tremendo. O profissional fez parte de um grupo de arquitetos do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-SP) que fazia uma vistoria técnica no Itaquerão desde horas antes do acidente.

Simbolicamente, o capimunismo petralha comprovou sua fragilidade com o acidente na construção superfaturada do estádio do Corinthians – programado para sediar a abertura da Copa de 2014, do jeito que ficar pronto, no dia 12 de junho de 2014. Agora, está mais que evidente que um governo patrocinador de mensalões e obras perdulárias com dinheiro público também tem tudo para cair como uma caríssima grua alemã…

Mais de 2 mil políticos eleitos em 2012 são flagrados recebendo Bolsa Família

BolsaPela primeira vez, o ministério fez o cruzamento da folha de pagamentos do programa de transferência de renda com a base de dados de uma eleição municipal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Essa verificação durou aproximadamente um semestre. Segundo a pasta, a iniciativa visava evitar que “políticos eleitos empossados estivessem na condição de beneficiários do Bolsa Família”.
Apesar de tentar vetar a prática, o governo reconhece que houve pagamentos a políticos com cargo eletivo no início do ano. Todos os 2,1 mil políticos flagrados pelo Ministério do Desenvolvimento Social foram obrigados a ressarcir os cofres públicos, conforme informações do ministério.
De acordo com o artigo 25 do decreto 5.209/04, que regulamenta o Bolsa Família, o beneficiário do programa perde o direito ao recebimento quando ocorre “posse em cargo eletivo remunerado, de qualquer uma das três esferas de governo”. O Ministério do Desenvolvimento Social não divulgou informações detalhadas sobre o cancelamento de benefícios por cidade ou estado.
No início do ano, surgiram vários casos de denúncias de vereadores eleitos recebendo o Bolsa Família. Entre eles, estava o do vereador piauiense Sebastião Passos de Sousa (PSB), conhecido como Cabelo Duro, da cidade de Luís Corrêa, distante 365 quilômetros de Teresina. A família dele foi incluída no programa desde junho de 2001, alegando ter renda per capita de R$ 30. Ele recebia, junto com a esposa e mais quatro filhos, o valor de R$ 198 ao mês do programa. Entretanto, a renda familiar de Cabelo Duro era de aproximadamente R$ 3,1 mil. Ele responde a um processo de cassação na Câmara de Vereadores de Luís Corrêa por improbidade administrativa.
No Maranhão, também foram detectados casos em cidades como Coroatá, distante 247 quilômetros da capital e em Fortaleza dos Nogueiras, a 661 quilômetros de São Luís. Em Coroatá, a denúncia foi contra o vereador Juscelino do Carmo Araújo (PT) que recebia o benefício mesmo tendo um patrimônio declarado de R$ 320 mil à Justiça Eleitoral. Em Fortaleza dos Nogueiras, a denúncia foi contra o vereador Edimar Dias (PSD).
Apesar dos indícios de irregularidade, o ministério informou que não foram expedidas notificações ao Ministério Público Federal (MPF) que ensejassem ações de improbidade administrativa ou procedimentos criminais nestes casos flagrados no início do ano. O político flagrado utilizando indevidamente o Bolsa Família pode ser alvo de uma investigação criminal pelo MPF e responder por improbidade administrativa ou peculato.
Este ano, o MPF impetrou algumas ações contra políticos que recebiam Bolsa Família mas de flagrantes de recebimento ilegal ocorrido em anos anteriores. O caso mais notório ocorreu no Ceará. O vereador de Fortaleza, Leonel Alencar (PTdoB)responde a uma ação no MPF por causa da sua esposa, Adriana Lúcia Bezerra de Alencar, que teria recebido indevidamente o benefício durante o ano de 2009. Foram oito saques quando a renda familiar do casal já ultrapassava R$ 10 mil, somando-se a remuneração do vereador. A defesa de Leonel Alencar afirmou ao iG que os depósitos ocorreram sem a anuência do casal já que eles tinham uma conta de energia baixa e, por conta disso, haveria o depósito automático do benefício do Bolsa Família na conta do casal.
Fonte: Portal iG (www.ig.com.br)

Cobrando transparência do calçadão do parque

Calçadão do Parque dos Namorados

 

Extraido do Blog do Tássio Emídio

O vereador Tássio se mostra incansável nas suas cobranças à administração das coisas que precisam serem feitas na cidade e uma delas é a questão da pavimentação do calçadão do Parque dos Namorados, um dos locais de grande tráfego de pessoas.  Ele se inicia no Posto de Saúde (antiga Fundação SESP) e termina nas proximidades da rodoviária. Já foram vários requerimentos apresentados na Câmara pelo vereador que não se cansa de lembrar e pedir a sua construção.

A matéria acima publicada originalmente no Blog do Tássio Emidio

A incansável cobrança imposta pelo vereador pela construção da calçada em frente ao parque dos namorados é sem sombra de duvidas um serviço que precisa ser executado pela prefeitura até mesmo pelo fator estético da avenida, principal via de acesso a cidade e também contribui para a revitalização do parque dos namorados.

O que o SR.Tássio não cobra é que seja uma calçada de boa qualidade e duradoura o vereador na realidade poderia estar cobrando do atual gestor a “reconstrução” da calçada, já que apesar de não parecer, onde hoje é um caminho de chão, outrora foi uma linda e longa calçada na qual era até difícil de caminhar devido ao trafego de bicicletas, alguns até denominavam o local de “Calçadão do Dias” por ter sido construída no segundo mandato de Antonio Dias, vale lembrar que o vereador Tássio defendia e defende ate hoje a administração do ex-prefeito seu companheiro político e guru espiritual e em momento algum ele alerta a população que tal calçadão gerou prejuízo aos cofres públicos, gastou muito dinheiro e cimento (lembram da tal máfia do cimento) em uma obra que não durou quatro anos.

Concordo que as cobranças do vereador ao atual prefeito são válidas, mas, é preciso cobrar também os atrasados.

Distúrbio bipolar do faça o que falo não o que faço.

Com essa formula calcule quanto de água o S.A.A.E despediçou

Existem coisas que estão além de nossa compreensão por serem por demais complexas e que necessitam de formulas quase mágicas para ser compreendida. Um exemplo é a atitude do S.A.A.E. quando prega a economia no consumo do liquido por ela distribuído, há mais de 24 horas existe um vazamento de água na rua Reduzina Ribeiro em um buraco , o mesmo que caiu um veiculo na noite de sábado e que segundo  moradores da mesma rua alguns funcionários do S.A.A.E  deram uma olhada e foram embora sem nada fazer para consertar o vazamento. Quem passa pela rua nota o pequeno riacho descendo a rua por vários quarteirões ininterruptamente. Se usarmos a formula estipulada pelo órgão na conta de água para calcular o desperdício de uma torneira aberta apenas 9 mm que consome 25.000 litros por dia, imaginem quantos mil litros dia consome um cano que não sabemos seu diâmetro. Juro que tentei entender esse procedimento já que teoricamente em serviços essenciais tem que existir uma equipe de plantão para uma eventualidade como neste caso e com essa atitude o S.A.A.E não tem respaldo para cobrar economia de água, pois ela própria deveria dar o exemplo para o cidadão, o que não ocorreu.

NÃO DEIXE SUA TORNEIRA VAZAR. O HIDRÔMETRO REGISTRA E VOCÊ PAGA.

Frase escrita no verso da conta de água e que pode ser acrescentada com: O CANO DA RUA VAZA E TODOS VOCES PAGAM, pois o S.A.A. E.  não trabalha em finais de semana. Mais abaixo outra frase interessante: QUALQUER DANO CAUSADO AO HIDROMETRO É DE RESPONSABILIDADE DO USUÁRIO “PROTEJA-O”, também está alem da minha compreensão, já que o mesmo está na parte externa do imóvel, ou seja, na rua, teremos que colocar um guarda para vigiar o hidrômetro contra a ação de vândalos?

Há que se tomar providencia.

Vereador Jorjão cobra responsabilidades

Faixa colocada em avenida de acesso ao centro da cidade de autoria do  vereador Jorjão da florestal,cobra da prefeitura equipamentos de proteção e segurança ao servidores que trabalham no serviço de limpeza urbana de nossa cidade. O vereador preocupa-se com as condições de trabalho desse pessoal que trabalham em situações adversas, e estão expostos a uma série de infortúnios, mesmo sendo amparados pela CLT os mesmos não gozam dos benefícios dispostos na Lei.

Poucos se atentaram ao risco corrido pelos funcionários que efetuam a coleta de lixo, como os veículos que fazem a coleta não são próprios  para o serviço, os coletores andam pendurados em qualquer ponto do veiculo para se acompanhar a coleta e o local mais perigoso é em cima do tanque de combustível, uma provável queda, o servidor será esmagado pela roda traseira do caminhão.

A faixa colocada somente vai alertar sobre o fato, mas, providências somente serão tomadas se levadas ao Ministério Público e ao setor competente do Ministério do Trabalho, também a policia Militar deveria multar o veiculo porque estão transportando passageiros de forma ilegal e perigosa.

De qualquer forma percebemos que o vereador Jorjão está preocupado com o servidor.

Além do descaso com o servidor, também o deposito de lixo da prefeitura está em condições que vão contra a Lei Ambiental, veja matéria publicada em O Jornal de Francisco Sá

SEXO E POLUIÇÃO SONORA

Por:Bartolomeu Queiros Galvão

Enquanto a população Franciscosaense sofre com a poluição sonora, atormentando à todos noite e dia, provenientes de carros de propaganda e de veículos cujos proprietários não ligam a mínima com o descanso e mesmo o trabalho da população, circulam pelas ruas da cidade com o volume de seu som em altíssimo volume. Enquanto a tão sonhada Lei do silencio, proposta pelo vereador Denilsão não chega, teremos que sonhar com o proposto em cidades desenvolvidas culturalmente onde os direitos do cidadão são respeitados e cobrados pelas autoridades. Veja abaixo uma matéria do Jornal Berliner Kurier (Berlim) e veja até onde o sossego público é cobrado.

 

Casal alemão se nega a pagar multa por excesso de barulho durante sexo

‘Tivemos uma noite sexo perfeitamente normal’, disse jovem.
Vizinhos reclamaram que não conseguiam dormir durante a noite.

Stefanie Müller disse que eles não fizeram muito barulho. (Foto: Reprodução)

O casal alemão Stefanie Müller, de 24 anos, e Lucas Zetsch, de 25, se recusou a pagar uma multa de 100 euros (cerca de R$ 230) por excesso de barulho durante o sexo, segundo reportagem do jornal “Berliner Kurier”.

 

Eles foram multados pelas autoridades de Berlim, na Alemanha, depois que vizinhos ligaram para a polícia para reclamar que não conseguiam dormir durante a noite por causa dos ruídos do casal. Quando chegaram ao local, os policiais multaram os jovens por não respeitar a lei de silêncio.

No entanto a dupla se negou a pagar a multa. Stefanie alegou que eles não haviam feito muito barulho. “Tivemos uma noite sexo perfeitamente normal, nada de especial”, afirmou Zetsch, sobre o incidente ocorrido em julho.

qgbartolomeu@gmail.com